Retro Games Revival: Future Looter

20 de mai de 2013

Future Looter


Jogo interessaste, misto de estratégia, paciência com ação e a tão requerida destreza. Também é de nave e tiros, mas longe de ser um shmup no sentido convencional. Atiramos somente em alguns alvos  e, nos esquivamos muito mais do que detonamos com nossos tiros.

 
Olhando as telas você lembra de algo? Sim. Na verdade, é quase um clone do Cybernoid.

O panorama é bem incomum. Parece mais que fomos teletransportados para uma dimensão bizarra do que para um futuro.
Nesses cenários temos vulcões em erupção de rochas e que não nos afetam (como no Cybernoid), radares, armas hostis nos mirando e seres estranhos - felizes e simpáticos, porem mortais.

Em algumas telas, misseis são disparados de cima para baixo e de baixo para cima quando detectam a aproximação da nossa nave, como no Cybernoid, porem, não podemos destrui-los.

As vezes dependemos de alguns inimigos (os dois inimigos em destaque a direita na tela de título da matéria). Esses são uns com cara de travesseiro e, outros com cara de Colocolo - ou outro marsupial exótico da Indonésia ou Austrália. 

Há obstáculos que não podemos destruir. Mas os inimigos citados podem!
Os cara de travesseiro são indestrutíveis. Os cara de marsupial podem ser detonados e ainda deixam itens para recolhemos.

Existem itens em forma losangos, ovais, em forma de 8 (oito), de quadrado com munição no meio, etc...  Estes devemos recolher!
Tem um item marcado com R (de radioativo?) que é furada. Não encoste.

Se você avança para tela seguinte, não haverá retorno para  a tela anterior. Exatamente como no jogo inspirador.

Temos um relógio contando  nosso tempo, em Cybernoid temos a ampulheta.

Em Cybernoid descemos um tipo de elevador. Em Future Looter, a passagem para o próximo estágio parece um dispositivo de teletransporte. Na base deste dispositivo está a Estrela de Cristal. Ela é a sua passagem.

Há outras diferenças brutais entre os dois. 
Cybernoid é um shmup com certeza. Temos várias armas e um poder de destruição é devastador.
Sem contar que o grau de dificuldade é extremo.

Em Future Looter temos apenas uma arma, detonamos menos coisas e, é muito menos hardcore, mas não é tão fácil. Mas não por causa dos ataques inimigos e sim pelo esquema estratégico.

Enquanto Cybernoid é um shmup com  um pouco de puzzle, Future Looter é mais um puzzle com muito de shmup.
 
O esquema é bizarro, porem menos sombrio do que em Cybernoid. 
Ainda temos esses inimigos rechonchudos e os cara de helicóptero (nas duas ultimas telas ao lado). Atire a vontade  nesses simpáticos malditos.

A Hewson lançou a super produção Cybernoid para múltiplas plataformas (a do ZX SPECTRUM e do C64 eu conheço e são muito boas).  
Future Looter é um jogo relativamente novo, homebrew de um homem só (o holandês Timmy) e exclusivo do Speccy. O que por si só, já seria motivo de ser apreciado e aplaudido.

Peca por não ter uma musica. Quer dizer, a musica in gaming, pois tem uma musica de introdução.

Mas deve mesmo ser conferido por que é muito bom em quase todos os outros quesitos. O engine, os gráficos e a jogabilidade são nota 10.

Entusiasticamente recomendado! 
Download na WoS
Mapa: AQUI
Review em inglês no RGCD: AQUI


 FICHA
  • Jogo..............FUTURE LOOTER
  • Release........TIMMY (2011)
  • Sistema........ZX SPECTRUM
  • Estilo.............Estratégia, Ação, Tiros
  • VÍDEO


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...