Retro Games Revival: Addicta Ball - MSX e C64

22 de nov de 2013

Addicta Ball - MSX e C64

Addicta Ball - MSX
Addicta Ball é um jogo do estilo paredão/breakout criado pela softhouse britânica Alligata Software e que teve versões para diversos retrocomputadores (MSX, Amiga, C64 e Atari ST). 
Falarei da versão para o MSX, lançada em 1987. Um ponto curioso é que o game mescla o gênero paredão com uma espécie de vertical scrolling. Ou seja, o cenário não fica parado, ele se move para baixo, como se a sua cápsula fizesse o papel de uma nave. Essas, digamos, inovações sempre dão um charme a certos jogos.
Os comandos são os seguintes: as teclas Z e X servem para, respectivamente, mover a cápsula para a esquerda e para a direita, o que pode ser um obstáculo para os MSXzeiros mais acostumados com as setas cursoras no lado direito do teclado (1). Servem também para selecionar o modo de jogo na tela inicial (1 ou 2 jogadores alternados). Além disso, a tecla Enter (Return) serve para iniciar o jogo (com direito a uma musiquinha intrigante de start) e lançar a bola, e o Shift faz a cápsula ocasionalmente voar, a partir de uma espécie de sistema de propulsão, quando se pega o poder que permite isso (um item com um "T").
Como todo breakout que se preza, também é possível pegar um poder (um item com um "L" de laser) que faz a cápsula atirar, também com a tecla Enter (vide o marcador de munição - ammo - no screenshot).
Entre os desafios, estão pequenas bolas de fogo que são liberadas por alguns dos tijolos quando destruídos. Essas bolas de fogo, se não forem bloqueadas pela sua cápsula (sim, ela é resistente o bastante para isso! Basta jogá-la em cima das labaredas), provocam buracos no gramado/barreira (?) no fim do cenário. 
Isso me leva a um outro ponto, que são as diversas formas de morrer no jogo. Se a sua bola cai num dos buracos abertos no gramado, já era, perdeu uma vida. Outra forma de morrer é quando um tijolo esmaga sua cápsula contra a parte de baixo da tela, ou seja, o final do cenário. Vale ressaltar que o jogador possui cinco vidas.
Talvez a parte mais incômoda do jogo seja ter que recomeçar tudo do início quando você morre (a não ser que você alcance um safe point, o que demora um pouco). No decorrer da partida, a gente encontra figuras aleatórias no fundo do cenário, como o desenho de um carro. Seriam safe points? Vou deixar os curiosos descobrirem. E outro ponto a ser salientado é que às vezes a velocidade da bola aumenta, e se a tela estiver bem apertada devido a quantidade de tijolos, o game pode vir a se tornar mais desafiador (leia difícil a ponto de ficar irritante).
Para quem quiser experimentar o Addicta Ball, o game figurou, junto com outros, na edição #118 da MSX Mania, uma coletânea de games em disquete. A imagem de disco não só dessa, como de outras edições da MSX Mania, está disponível para download aqui. E, ainda a título de curiosidade, se você for um colecionador, saiba que há cópias originais e bem conservadas (com caixa e tudo) do Addicta Ball para MSX à venda no eBay.
Espero que tenham curtido esse breve review. 
Paredão é um gênero carismático, que persiste até hoje nos dispositivos móveis, e, no caso de games como o Addicta Ball, é sempre bom mostrar como no auge da retrocomputação existiam muitos games criativos. 

Abraços!

Mario Cavalcanti



Addicta Ball - C64
Completando as versões 8 bits do Addicta Ball, venho analisar essa do C64.
A primeira notável diferença logicamente é a palette do C64. Alias, a do MSX deve ter sido elaborada pensado nas compatibilidades com a versão ZX-Spectrum. A versão Speccy foi anunciada mas, nunca lançada.
Depois da introdução mais "direto ao assunto", assistimos um bolão cruzando a tela pela vertical. Essa é outra diferença brutal, pois se nossa bolinha por desventurar esbarrar nesse bolão, ele vai quicar em todas direções e pode atingir nossa raquete e,  perdemos uma vida.
De resto, a "maluquice" me pareceu a mesma do MSX. Tem os blocos com pequenos aliens que vão nos perseguir, tem o marcador de fases doido na lateral com seus ícones de veículos.
Nada mais natural em um jogo que tem como primeiro nome Addicta!

É muito mais difícil do que a versão MSX - fato que me causou desempolgação. Mas é uma versão boa para os que curtem grandes desafios. 
Luiz Eduardo
Nota:
  • Existe um brinquedo/jogo "físico" chamado Addicta Ball! Veja AQUI.







////Jogo.....: ADDICTA BALL
////Release.: Alligata Software  (1987)
////Sistema.: MSX1 - C64    
////Estilo....: Breakout, Arcade

Links e Referências:
Download  (As duas versões para download no DROPBOX)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...